Contador adicinado em Janeiro / 2008

Saturday, August 16, 2008

Hilary in a rut... needs to make REAL comeback before it's too late.

It seems that Hilary's career is slowly declining. Her last album sold relatively poorly (when compared to her previous records), and support from HR was very lacking. Outside of Hilary fans, most people I have talked to didn't even know she still made music and weren't aware that she has even had a single since "Wake Up". Also, slightly unrelated, but she isn't getting big acting roles anymore. Only small independent films.
After this Greatest Hits album, she needs to sit down with her new record label and seriously re-evaluate what made Hilary Duff such a Hollywood icon in the first place. Perhaps the new dance/pop style and new image were a bit TOO deviant from what people expect from her. That's not to say that she should go back to rock/pop, but there is a middle ground that has to be met I think. If her next album is even MORE electronic than the last, like she wants it to be, it will probably flop again. I think Hollywood Records has the right idea with a slightly more R&B influenced brand of pop.
Hilary Duff is not an artist. She is a POP STAR, and the success off a pop star is totally reliant on releasing records that are on the cutting edge of what's hot right now. Acts like her are meant to be controlled and manufactured, and the sooner she realizes this, the better off her career will be. Sadly, it seems like Hilary is more interested in trying to be an artist, and so the more freedom of choice she gets when it comes to her music, the less likely it will be to have mainstream success. Another example of an act who is going through this type of artistry versus popularity dilemma is Kelly Clarkson. "Breakaway" went 4 or 5x platinum easily, but then Kelly decided that she wanted to go for a more earthy, alternative sound with her follow-up album, "My December". Last I checked it is still lingering around 800-900k, which aren't bad sales numbers by any means, but it does go to show how fickle the buying public can be.
Here's to hoping that Hilary and her new record label are able to come to some kind of agreement on the direction of her new music. And let's also hope that whatever they decide on is going to allow for Hilary to make a real comeback, in a similar fashion to how Mariah Carey's "The Emancipation of Mimi" breathed new life into her singing career. Otherwise, she will continue to slip more and more into obscurity until she is not longer relevant to the media, aka the Mandy Moore complex.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Parece que a carreira de Hilary está em declínio. Seu último álbum vendeu relativamente pouco (quando comparado com seu álbuns anteriores), e o apoio da Hollywood Records estava desprovido. Fora os fãs da Hilary, mais pessoas que eu conversei não sabiam que ela ainda fazia música e não estavam informadas de que ela tinha um single depois de "Wake Up". E Hilary também não está mais pegando grandes papéis. Está apenas em filmes pequenos e independentes.Depois desse álbum Greatest Hits, ela precisa sentar com sua nova gravadora e seriamente reavaliar o que fez da Hilary um grande ícone de Hollywood, que esteve em primeiro lugar. A sua nova imagem com estilo dance/pop também teve bastante desvio em relação ao que as pessoas esperavam dela. Isso não é dizer que ela devia voltar com o estilo pop/rock, e sim estar num meio termo. Se seu próximo álbum for mais eletrônico que o anterior, significa que é isso que ela quer ser. Isso provavelmente vai ser um fracasso de novo.
Eu acho que a Hollywood Records teve a idéia certa, com um pouco mais R&B, influenciado pelo pop.
Hilary Duff não é uma artista. Ela é uma PopStar , e o sucesso de uma PopStar é totalmente dependente de coisas que estão no topo das paradas no momento. Agir como ela agiu significa que os atos têm que ser controlados, e quanto antes ela perceber isso, será melhor para sua carreira. Infelizmente, parece que Hilary está mais interessada em tentar ser uma artista, e a por isso ela vê maior liberdade de escolha quando se trata de suas músicas.
Outro exemplo de quem passou por este tipo de coisa foi o dilema de Kelly Clarkson. "Breakaway" passou 4 ou 5 vezes pela platina facilmente, mas depois, Kelly decidiu que ela queria dar mais um passo, com o álbum "My December" , que quando verifiquei pela última vez, tinha vendido cerca de 800-900k, que não são maus números de venda.
Aqui estamos esperando que a Hilary e sua nova gravadora sejam capazes de chegar a algum tipo de acordo com a direção de sua nova música. E esperamos também que tudo o que eles decidirem sobre a a Hilary permita fazer uma verdadeira reviravolta, de forma semelhante à Mariah Carey (The Emancipation Of Mimi), que ganhou vida nova em sua carreira. Caso contrário, ela continuará a deslizar mais e mais no esquecimento até que ela não seja mais relevante para a mídia, como Mandy Moore por exemplo.
Traduçao: hilary-newsbr

No comments: